terça-feira, 5 de abril de 2011

HOMOFOBIA: Jovens são maioria entre vítimas e assassinos

(Foto: AFP)

O número de assassinatos de gays, travestis e lésbicas cresceu 31,3% em 2010, em relação ao ano anterior, com 260 casos, ante 198 em 2009. Foi o que informou ontem o Grupo Gay da Bahia (GGB).

O Grupo E-jovem, rede nacional de defesa dos direitos da juventude LGBT, teve acesso aos dados completos do GGB e revelou que a grande maioria dos envolvidos nesses crimes são adolescentes e jovens. Dos crimes em que a idade dos envolvidos era conhecida, 57% das vítimas e 76% dos assassinos tinham menos de 29 anos.

"Tanto a sociedade quanto o governo devem prestar mais atenção aos jovens, não é possível que adolescentes continuem matando e sendo mortos sem que se faça nada a respeito," declarou Lohren Beauty, presidenta do E-jovem. "Vou levar essa questão ao Conselho Nacional de Juventude e ao Conselho Nacional LGBT," disse a drag, que é membro dos dois conselhos, ligados à Presidência da República.

Mais alarmante ainda é o índice dos menores de 18 anos: 11% das vítimas e 17% dos assassinos eram adolescentes. É o caso do jovem Alexandre Ivo, de 14 anos, assassinado por três neonazistas logo após um jogo da Copa.


"É preciso investir em educação," afirmou Deco Ribeiro, diretor da Escola Jovem LGBT. "As escolas precisam ser ambientes seguros, com uma política anti-bullying que estimule o debate, apoio aos estudantes, material LGBT nas bibliotecas e o que mais for preciso para garantir uma educação sem homofobia."
 
No próximo dia 15, o Grupo E-jovem lançará em todo o Brasil a campanha Escola Amiga, que divulgará os 6 passos para combater a homofobia no ambiente escolar. Mais informações pelo site http://www.e-jovem.com/ ou pelo e-mail escola@e-jovem.com.  
 
Números
17 casos de vítima entre 12 e 18 anos (11%)

72 casos de vítima entre 19 a 29 anos (46%)
12 casos de assassinos de 12 a 18 anos (17%)
41 casos de assassinos de 19 a 29 anos (59%)
156 casos com idade das vitimas (60% do total)

69 casos com idade dos assassinos (26% do total)

260 total de assassinatos LGBT em 2010
(fonte: Grupo Gay da Bahia - GGB)

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget