terça-feira, 11 de maio de 2010

O capa de Veja

E eu, que descobri só ontem (#leso) que o capa da Veja dessa semana é do E-JOVEM? Coitado do moço, ele todo feliz (capa da Veja e talz) e eu metendo o pau na revista... =D
Nada pessoal, Luh!!
Vejam a fala dele, SUPER verdadeira:

Miriam Fichtner
Ele conta tudo no Twitter: "Solitário, aos 14 anos resolvi dividir com a minha irmã aquilo que já era muito claro para mim: gostava de meninos, e sabia que isso decepcionaria minha família. Ela chorou, disse que logo essa fase passaria, e o pior: contou para todo mundo. Minha família chegou a me encaminhar ao psicólogo. Depois, à igreja. Não foi fácil, mas o alívio de compartilhar a situação me transformou em outra pessoa. Pouco falo sobre meus namoros, e agiria da mesma forma se eles fossem com meninas. Fico, no entanto, bem à vontade para falar de minha vida amorosa no Twitter, no qual tenho mais de 1 700 seguidores. De onde menos se espera às vezes ainda vem uma agressão gratuita, mas a coisa está mudando para melhor."~ Lucas El-Osta, 17 anos, estudante do 2º ano do ensino médio no Rio de Janeiro

Sem dramas? Não sei ONDE que a revista viu isso como uma "vida sem dramas"...

E ele ainda falou um monte de homofobia e militância e tal, que não entrou. Uma pena.
Mas arrasou no close, Luh!
 

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget