quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

A Carta do General

 
General homofóbico Raymundo Nonato 
de Cerqueira Filho sentindo a batata assar

Ai, General... Sua tentativa de emenda foi pior que o soneto. Pra falar que não estava discriminando as gay, ele me sai com essa:

Na carta, o general diz que sua opinião manifestada durante sabatina na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado foi "puramente uma questão de aptidão ou perfil para a atividade". "O meu posicionamento não tem força de lei, pois cabe ao Ministério da Defesa, juntamente com as Três Forças, estudar e, se for o caso, propor um projeto de lei que permita o ingresso de homossexuais nas Forças Armadas e, ao Congresso Nacional, a sua aprovação", afirmou.

Quer dizer então que gays estão PROIBIDOS de servir o exército?? Novidade pra mim isso. Esse cara tem que ser barrado da vida pública JÁ!!
  

Um comentário:

Pr. Thieme disse...

O general nao cometeu nenhum crime ao abordar a questão dos homossexuais nao poderem participar das forças armadas pois o mesmo não teve qualquer intenção em sua fala de atingir a classe homossexual. Ele apenas se referiu ao que já se pratica no Brasil, EUA e outros paises. Por isto nao podemos classificar suas considerações como homófobas e nem usar sua fala para denegrir a integridade de um General que defende nosso pais há mais de 50 anos. Infelizmente, pelos emails que coletei, mais de 200, percebo claramente a hetefobia existe na maioria dos ativistas homossexuais que fazem uso de palavras de baixo calão, calunias, discriminações para amedrontar a sociedade heterossexual brasileira. Não será no grito que os homossexuais vao conquistar qualquer espaço em nossa sociedade se reagem com desrespeito a todos quantos se opõe a pratica homossexual. A heterofobia tem corido solta nos meios de comunicação, em sites, emails, BLOGS sem que as autoridades tomem uma ação contra esta pratica que é tão má quanto a homofobia. Vou sugerir aos Deputados Federais e Senadores que urgentemente façam uma lei para penalizar os homossexuais faltosos que deliberadamente desrepeitam as pessoas e para cala-las usam de métodos de amedrontamento da população como fizeram os Nazistas no tempo da desgraça mundial encabeçada por Hitler. Não estou comparando o movimento homossexual ao Nazismo mas sim dizendo que eles tem usado as mesmas taticas, inclusive ameaças de morte como sofri por 4 vezes e outros ativistas heterossexuais tiveram que deixar suas cidades e se esconderem para nao serem mortos devido as ameaças vindas dos ativistas homossexuais. Esta postura depõe gravemente contra as associacoes homossexuais e seus ativistas, particularmente, quando chegam ao cumulo de tratar um general que defendeu nosso pais por 50 anos, ser taxado de 'Homofobo". Espero que o STF se pronuncie urgentemetne, bem como o Minsitro das forças armadas contra esta postura da midia que tem se aproveitado de todas as nuances para estar amedronatando a população brasileira, politicos, policiais, autoridades etc. Obrigado, Pr.Dr. Alberto Thieme

Ocorreu um erro neste gadget