sábado, 30 de janeiro de 2010

Nascem os Coloridos

Somos todos coloridos  
E a sigla acabou.

Há anos que discutimos, dentro do movimento, se seremos GLBT, GLBTT, LGBT... Há anos procuramos um nome que nos represente, a todos, sem que ninguém se sinta de fora.

E há anos que tudo isso tem sido em vão. Accabamos de mudar a sigla pra LGBT, mas como disse um jornalista na Conferência da ILGA, "pra imprensa o movimento é GAY, a Parada é GAY e pronto."

Era, até a Globo se meter no nosso meio.

Ontem, eu estava andando no centro de Campinas com um guarda-chuva arco-íris e duas crianças apontaram pra mim e disseram: "Alá, mãe, um colorido!" A mãe fez cara de "Hã?" e eles emendaram: "Da tribo dos coloridos!"

Poizé. O Big Brother Brasil fez em um mês o que tentávamos fazer há anos: nos denominar. A Globo, quem diria, nos deu uma identidade de grupo, de tribo, de nação.

E agora? Que vamos fazer com isso?
 

3 comentários:

carlos henrique caetano disse...

de verdade, Deco, estou encantadíssimo com o programa da Globo. Nunca vi um BBB. Esse ano estou até na TV a Cabo. Não perco um dia sequer. Achei especialíssimo o destaque que a emissora está dando ao grupo dos coloridos (deixando-nos até a impressão de que são os preferidos dos editores, já que tem tido uma ênfase nos programas que vão ao ar todas as noites depois da novela). Torcendo pelo maravilhoso Dicésar e pelo gracinha do Sérgio, O dR Orgastic. De verdade, tenho me sentido valorizado. Orgulhoso. Um pouco mais gay que antes. Entende? Um abraço ;)

carlos henrique caetano disse...

você leu o belo texto do 'homomento'? http://homomento.wordpress.com/2010/01/29/bbb/

carlos henrique caetano disse...

torcendo pela Angélica, também, é claro!

Ocorreu um erro neste gadget